Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Escrever Descrever!!

Assim me encontro a tirar de dentro de mim pedacinhos meus, teus que se escondem em meus pensamentos para se revelarem aos olhos teus..Em toda a parte só se aprende com quem se gosta.



Quarta-feira, 26.09.12

A Carta de Amor



A Carta de Amor

Segunda-feira nublada e pouco fria,
Como todo dia normal parecia.
Abriu os olhos vagarosamente
Tentando aproveitar pouco mais o sono.

Levantou-se rapidamente e nada comeu.
Arrumou-se com a primeira roupa.
Notou que a porta de madeira barata
Escondia um envelope perfumado e de cor clara.

“Te amo
E estou ficando louco
Porque te amar assim é pouco
Quero você junto a mim!

Saudade
Quem vive com essa maldade
Que judia o coração sem piedade
E acompanha esta dor sem fim”


Assim dizia a carta em simples palavras
Com melodia de música melodramática,
A qual incontido e quase sem graça
Com todo seu sentimento alguém escreveu.

Ela leu e releu  o papel, e continuou intrigada,
Como àquelas palavras pouco significassem,
Mas ficou no fundo perturbada com tanta emoção.
Prova tão inocente como o amor deveria o ser.

Aquele objeto de carinho de certa forma
Mudou sua maneira de enxergar a vida.
Retornou ao mundo de quando menina,
Onde seus sonhos de amor eram somente sonhos.

Lembrou-se de seus cabelos ainda ondulados,
Suas brincadeiras infantis e ingênuas,
E esqueceu por alguns instantes,
Todas as maldades que um dia presenciou.

Decidiu naquele dia, buscar uma alegria,
A qual por muito tempo não haveria de sentir.
Não se incomodar com nada!
E viveu o dia mais diferente dos últimos tempos.

A noite ao chegar viu aquela porta
Com uma cor que jamais havia notado.
Viveu novamente em seu coração
Uma emoção jamais sentida.

Ao deitar-se, relembrou tudo passado,
E as noites de insônia acabaram.
Entendeu o simples em simples palavras,
Amor mais amor, como amar deve ser.

Autor: Jorge Jacinto 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por leneoliveira às 20:58



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30